Informação sobre

Todas as edições d

Manifestar interesse Pedir contacto
  • Área de Formação

    Produção Agrícola e Animal

  • Objectivos Específicos

    Objectivos Específicos:
    Identificar a constituição e o funcionamento do tractor; Executar a manutenção, conservação e afinação dos tractores/motores e de outros veículos; Relacionar máquinas agrícolas com as operações culturais a realizar; Proceder à montagem/desmontagem e à atrelagem/desatrelagem de reboques e máquinas agrícolas; Identificar e interpretar os princípios de segurança rodoviária, a sinalética e as regras do Código da Estrada; Reconhecer as responsabilidades do condutor de veículos na via pública; Conduzir e operar tractores agrícolas com e sem máquinas agrícolas, montadas ou rebocadas, de acordo com as regras co Código da Estrada, a sinalética, as normas de segurança rodoviária, as instruções de trabalho e as condições climatéricas e da via de circulação; Proceder à mobilização do solo para a instalação das culturas, conduzindo, operando, regulando e afinando correctamente as máquinas e queipamentos agrícolas adequados às actividades a realizar; Efectuar a manutenção das máquinas de mobilização do solo; Proceder à sementeira, plantação e instalação de culturas, conduzindo, operando, regulando e afinando correctamente as máquinas e os equipamentos agrícolas adequados às actividades a relaizar; Efectuar a manutenção das máquinas de sementeira e de plantação; Proceder à correcção e fertilização do solo, conduzindo, operando, regulando e afinando correctamente as máquinas e os equipamentos agrícolas adequados às actividades a realizar; Efectuar a manutenção das máquinas de distribuição de correctivos e de fertilizantes orgânicos e químicos; Identificar os principais processos e métodos de protecção das plantas; Interpretar as componentes de um rótulo de uma embalagem de produtos fitofarmacêuticos; Efectuar o cálculo da concentração e quantidade de produto fitofarmacêutico a aplicar; Efectuar a protecção fitossanitária das culturas, conduzindo, operando e regulando correctamente, as máquinas e os equipamentos agrícolas adequados às actividades a realizar, tendo em atenção os princípios deprotecção integrada, a eficácia e o efeito dos resíduos no ambiente e as boas práticas de aplicação de produtos fitofarmacêuticos; Identificar os procedimentos a efectuar para minimizar o risco na utilização dos produtos fitofarmacêuticos para o aplicador, para o ambiente e para os consumidores dos produtos agrícolas tratados; Regular, calibrar e proceder à manutenção das máquinas de aplicação de produtos fitofarmacêuticos; Enumerar os procedimentos para armazenar e transportar em segurança pequenas quantidades de produtos fitofarmacêuticos.

  • Conteúdos Programáticos

    Introdução ao Curso - Apresentação, expectativas e análise do programa
    I - Tractor agrícola - mecânica e manutenção
    I.1 - Tipos de tractores
    I.2 - Motor térmico diesel, a gasolina e de dois tempos I.2.1 - Constituiçao básica
    I.2.2 - Sistemas
    I.3 - Sistema de alimentação
    1.3.1- Constituição, limpeza e mudança de filtros, verificação de folgasde ar
    I.4 - Sistema de alimentação de combustível
    I I.4.1 - Constituição, limpeza e mudança de filtros, purga e atesto
    I.5 - Sistema de refrigeração
    I.5.1 - Constituição, verificação de níveis, limpeza, substituição do líquido de refrigeração, verificação e substituição de peças
    I.6 - Sistema de lubrificação
    I.6.1 - Constituição, escolha do lubrificante, verificação do nível de óleo, substituição de lubrificantes e de filtros, substituição das juntas I.7 - Sistema eléctrico
    I.7.1 - Constituição, limpeza da bateria, verificação do nível do electrólito, substituição da bateria e das lâmpadas, verificação do alternador e motor de arranque, verificação e substituição de fusíveis
    I.8. - Embraiagem
    I.8.1 - Tipos e funções
    I.8.2 - Pedal da transmissão e alavanca da TDF, afinação de folgas
    I.9 - Sistema de Transmissão
    I.9.1 - Constituição, verificação de níveis de óleo, substituição de óleo e filtros, bloqueio do diferencial, caixa de velocidades I.10 - Travões
    I.10.1 - Constituição, pedal de serviço, travagem individual das rodas, alavanca de estacionamento, afinação de travões
    I.11 - Pneus
    I.11 .1 - Tipos,resistência, lastragem do tractor, variação de bitola,verificação de estado e pressão dos pneumáticos
    I.12 - Acelerador
    I.12 .1 - Pedal de condução e alavanca de condução
    I.13 - Sistema e comandos hidráulicos
    I.13 .1 - Sistemas e circuitos hidráulicos
    I.13 .2 - Comandos do elevador hidráulico de 3 pontos, comandos dos cilindros hidráulicos externos
    I.14 - Direcção
    I.14 .1 - Componentes, tipos, folgas e ângulos
    I.15 - Lubrificação com massa
    I.15 .1 - Lubrificação dos pontos com copos de massa
    I.16 - Painel de instruções e posto de condução
    I.16 .1 - Comandos, luzes piloto, indicadores analógicos e digitais, tractómetro
    I.16 .2 - Volante de direcção, regulador do acento, cabine, caixa de ferramentas, caixa de primeiros socorros, estruturas de segurança
    II - Engate e regulação comum de alfaias
    II.1 - Nomenclatura dos componentes exteriores do hidráulico
    II.2 - Processo e método de engate e regulação das alfaias ao tractor, veios telescópicos
    II.3 - Engate de alfaias acopladas aos três pontos do hidráulico
    II.4 - Engate de alfaias semi-rebocados e rebocadas
    III - Limpeza e manutenção
    III.1 - Limpeza, lavagem e manutenção do tractor
    III.2 - Limpeza e manutenção do atrelado
    III.3 - Apertos e reapertos
    IV - Segurança, higiene e saúde na utilização do tractor e de máquinas agrícolas
    IV.1 - Legislação de SHST, normas de segurança, sinalização, ruído e movimentação manual de cargas
    IV.2 - SHS na manutenção e conservação do tractor
    IV.3 - SHS no engate e desengate de máquinas ao tractor
    IV.4 - SHS na montagem e desmontagem de máquinas ao tractor
    V - Código da Estrada
    V.1 - Princípios gerais de trânsito e de segurança rodoviária
    V.1.1 - Sistema de circulação rodoviário, função da condução, sinalização, regras de trânsito e manobras
    V.2 - Estado físico e psicológico do condutor
    V.2.1 - Fadiga, medicamentos, álcool V.3 - Condutor e veículo
    V.3.1 - Veículos agrícolas, constituintes dos veículos, pesos e dimensões, condições de acondicionamento da carga
    V.3.2 - Circulação com máquina agrícola montada ou rebocada
    V.3.3 - Protecção do ambiente
    V.4 - Condutor e outros utentes da via
    V.4.1 - Comportamento a adoptar pelo condutor face a: peões, veículos de duas rodas, veículos pesados, ultrapassagem, ângulos mortos, distância de segurança
    V.4.3 - Condução defensiva
    V.4.4 - Comportamento em caso de acidente
    V.5 - Condutor, via e outros factores externos
    V.5.1 - Trânsito dentro das localidades
    V.5.2 - Condução nocturna
    V.6 - Disposições gerais
    V.6.1 - Habilitação legal para conduzir, responsabilidade
    VI - Condução do tractor com reboques e máquinas agrícolas
    VI.1 - Conhecimento e adaptação ao veículo
    VI.2 - Técnicas de condução do tractor agrícola
    VI.2.1 - Ponto morto e embraiagem, estabilização de velocidade
    VI.2.2 - Condução em linha recta - marcha para a frente e para trás, lenta e rápida
    VI.2.3 - Condução em curva - marcha para a frente, para trás e aproximação a alfaias
    VI.2.4 - Condução lenta, em patamar, em subida e em descida
    VI.2.5 - Condução em rotundas, cruzamentos e entroncamentos, contorno de obstáculos
    VI.2.6 - Travagem para parar com precisão, travagem de emergência
    VI.2.7 - Mudança de direcção, inversão de marcha, estacionamento
    VI.3 - Técnicas de condução do conjunto tractor/reboque e semi-reboque/máquina agrícola montada
    VI.3.1 - Condução em linha recta - marcha para a frente e para trás
    VI.3.2 - Condução em curva - marcha para a frente e marcha para trás VI.3.3 - Condução lenta, em patamar, em subida e em descida
    VI.3.4 - Condução em rotundas, cruzamentos e entroncamentos, contorno de obstáculos
    VI.3.5 - Atrelagem ou desatrelagem do reboque ou semi-reboque ao veículo
    VI.3.6 - Travagem para parar com precisão, travagem de emergência
    VI.3.7 - Mudança de direcção, inversão de marcha, estacionamento
    VI.4 - Boas praticas de SHS na condução, operação e atrelagem/desatrelagem de reboques e semi-reboques e outras máquinas agrícolas
    VII - Processos e métodos de mobilização do solo
    VII.1 - Mobilização manual e mecânica do solo
    VII.2 - Processos de mobilização dos solos - Lavouras, gradagens, escarificações e fresagens
    VII.3 - Máquinas de mobilização dos solos - Charruas, grades, escarificadores, fresas e outros
    VII.3.1 - Tipos, constituição e funcionamento
    VII.3.2 - Regulações/afinações
    VII.3.3 - Manutenção/conservação e pequenas reparações
    VII.3.4 - Boas práticas de SHS nas operações de mobilização do solo e de regulação/afinação e manutenção/conservação das máquinas
    VIII - Processos e métodos de sementeira e de plantação
    VIII.1 - Tipos de sementeira e de plantação - a lanço e em linhas
    VIII.1.1 - Densidade de sementeira e de plantação
    VIII.1.2 - Cálculos de sementeira e de débitos
    VIII.2 - Semeadores/distribuidores - tipos, constituição e funcionamento
    VIII.3 - Plantadores - tipos, constituição e funcionamento
    VIII.4 - Rolo - tipos, constituição e funcionamento
    VIII.5 - Regulação e afinação de semeadores/distribuidores, plantadores e rolos
    VIII.6 - Manutenção, conservação e pequenas reparações de semeadores/distribuidores, plantadores e rolos
    VIII.7 - Boas práticas de SHS nas operações de sementeira e de plantação, de regulação/afinação e manutenção/conservação das máquinas
    IX - Processos e métodos de correcção/fertilização do solo
    IX.1 - Adubos, fertilizantes e correctivos
    IX.1.1 - Classificação, características dos adubos, correctivos orgânicos e minerais
    IX.2 - Correcções de um solo - pH, matéria orgânica e fertilidade
    IX.3 - Colheita de amostras para análise da fertilidade dos solos
    IX.4 - Drenagem - importância e sistemas, importação de solos de outros locais
    IX.5 - Máquinas de distribuição de estrume, de chorume, de calcário e de adubos
    IX.5.1 - Tipos, constituição e funcionamento
    IX.5.2 - Regulações e afinações
    IX.5.3- Manutenção, conservação e reparação de pequenas avarias
    IX.6 - Normas e técnicas de aplicação, cálculo de adubações e de débitos
    IX.7 - Integração das correcções com a mobilização do solo
    IX.8 - Boas práticas de SHS nas operações de correcção e fertilização, de regulação/afinação e manutenção/conservação das máquinas
    X - Processos e métodos de protecção fitossanitária e de aplicação de produtos fitofarmacêuticos
    X.1 - Protecção das plantas
    X.1.1 - Controlo físico, biológico e químico
    X.1.2 - Controlo manual e mecânico
    X.2 - Produtos fitofarmacêuticos
    X.2.1 - Definição de produto fitofarmacêutico
    X.2.2 - Composição/formulação dos produtos fitofarmacêuticos
    X.2.3 - Principais grupos de produtos fitofarmacêuticos
    X.3 - Regulamentação aplicável aos produtos fitofarmacêuticos
    X.3.1 - Homologação dos produtos fitofarmacêuticos
    X.3.2 - Distribuição, venda e aplicação
    X.3.3 - Consequências da aplicação da legislação
    X.4 - Segurança na utilização de produtos fitofarmacêuticos
    X.4.1 - Aspectos toxicológicos - Toxicidade, aguda, sub-crónica e crónica
    X.4.2 - Efeitos toxicológicos resultantes da exposição do aplicador X.4.3 - Classificação toxicológica dos produtos fitofarmacêuticos
    X.4.4 - Caracterização dos equipamentos de protecção individual (EPI)
    X.4.5 - Escolha de EPI face às características do produto fitofarmacêutico
    X.4.6 - Armazéns de produtos fitofarmacêuticos em explorações agrícolas, florestais e empresas de prestação de serviços de aplicação terrestre - requisitos de construção
    X.4.7 - Armazenamento de produtos fitofarmacêuticos
    X.4.8 - Transporte de pequenas quantidades de produtos fitofarmacêuticos
    X.5 - Minimização do risco na aplicação dos produtos fitofarmacêuticos
    X.5.1 - Minimização do risco para o aplicador
    X.5.1.1 - Cuidados no local durante a preparação
    X.5.1.2 - Cuidados na aplicação da calda
    X.5.2 - Minimização do risco para o ambiente
    X.5.2.1 - Selecção correcta dos produtos a utilizar
    X.5.2.2 - Consequências de uma aplicação incorrecta
    X.5.2.3 - Gestão dos resíduos das embalagens vazias
    X.5.2.4 - Eliminação dos excedentes de calda
    X.5.3 - Minimização do risco para o consumidor
    X.5.3.1 - Noção de resíduo e intervalo de segurança
    X.5.3.2 - Limite máximo de resíduo e controle dos resíduos
    X.6 - Boas práticas fitossanitárias
    X.6.1 - Princípios gerais
    X.6.2- Conceito de eficácia
    X.6.3 - Factores que interferem na eficácia
    X.6.4 - Tomada de decisão de aplicação de um produto fitofarmacêutico
    X.7 - Acidentes com produtos fitofarmacêuticos
    X.7.1 - Principais riscos e acidentes
    X.7.2 - Medidas de primeiros socorros X.8 - Tipos de pulverizadores, atomizadores e polvilhadores
    X.8.1 - Tipos, constituição e funcionamento
    X.8.2 - Selecção do material de aplicação
    X.8.3 - Regulações, calibrações e afinações
    X.8.3 .1 - Cálculo das quantidades de produto fitofarmacêutico a utilizar
    X.8.3 .2 - Medidas para minimizar as perdas de calda
    X.8.3 .3 - Método para avaliar a deposição de calda no alvo pretendido
    X.8.3 .4 - Inspecção do equipamento e verificação do estado de funcionamento
    X.8.3 .5 - Cuidados com o equipamento após a aplicação
    X.8..4 - Manutenção e conservação
    X.8.5 - Equipamentos combinados de mobilização, sementeira e tratamento fitossanitário
    X.9 - Preparação e aplicação da calda
    X.9.1 - Preparação da calda
    X.9.2 - Cálculo de débitos
    X.9.3 - Normas e técnicas de aplicação
    X.9.4 - Tratamento de efluentes de lavagem dos equipamentos de aplicação
    X.9.5 - Boas práticas de segurança, higiene e saúde na aplicação de produtos fitofarmacêuticos
    Avaliação e Encerramento - Avaliação de aprendizagem; Avaliação de reacção; Encerramento

Manifestar interesse Pedir contacto