Informação sobre

Manifestar interesse Pedir contacto
  • Área de Formação

    Produção Agrícola e Animal

  • Conteúdos Programáticos

    Fruticultura
    Importância económica da fruticultura ao nível regional e do país
    Principais produtores e consumidores
    Classificação das principais espécies e variedades
    Pomóideas (macieiras, pereiras etc.)
    Prunóideas (pessegueiros, ameixieiras, cerejeiras etc.)
    Citrinos (laranjeiras, limoeiros etc.)
    Frutos secos (nogueiras, castanheiros etc.)
    Outras espécies e variedades
    Definição da orientação produtiva segundo o destino da produção
    Épocas de cultivo e ciclo biológico das principais espécies frutícolas
    Sistemas culturais praticados, atendendo às Boas Práticas Agrícolas
    Principais riscos ambientais inerentes à produção
    Contribuição para a manutenção da biodiversidade
    Conservação e melhoramento do solo
    Sistemas de plantação e de condução
    Fruticultura em sistema extensivo, semi-intensivo e intensivo
    Proteção da qualidade da água por agentes poluidores, fertilizantes e produtos fitofarmacêuticos
    Máquinas e equipamentos específicos
    Sistemas culturais em Proteção Integrada e em Produção Integrada
    Sistemas culturais em Modo de Produção Biológico
    Fileira agro-industrial frutícola
    Principais produções hortícolas, aromáticas, medicinais e condimentares
    Produção de produtos de qualidade e sua relação com o local de produção – produtos com denominação de origem (DOP, IGP, ETG)
    Orientação da produção para mercados específicos (interno e externo), com identificação relativa ao modo de produção, certificação ou marca registada
    Conceito de segurança alimentar, desempenho ambiental e qualidade organoléptica
    Diversificação da oferta de produtos frescos e transformado
    Legislação específica nacional e comunitária
    Normas de qualidade e segurança alimentar
    Matérias-primas de conservas, compotas e licores
    Tipos de frutos e plantas que podem ser usadas na confeção de compotas, conservas e licores
    Materiais necessários à preparação de compotas, conservas e licores
    Frutos na alimentação humana
    Composição nutricional dos vários tipos de fruta
    Frutos típicos da região
    Preparação da colheita dos produtos
    Seleção das variedades mais adequadas à transformação
    Controlo da maturação
    Tipos de colheita e cuidados na colheita, máquinas e equipamentos de colheita
    Preparação pós-colheita
    Processo de rastreabilidade na produção
    Escolha da matéria-prima utilizada
    Principais características
    Critérios de seleção da matéria-prima
    Recepção da matéria-prima
    - Pesagem e controlo de qualidade da matéria-prima
    - Pré-arrefecimento e armazenagem
    - Processamento
    - Aditivos e equipamentos necessários
    Segurança, higiene e saúde no trabalho
    Condições de trabalho e identificação dos principais riscos
    Normas de segurança, higiene e saúde no trabalho
    Higiene e segurança alimentar
    Princípios fundamentais de microbiologia
    Higiene necessária no fabrico e fatores que influenciam o crescimento microbiano
    Higiene das instalações e equipamentos
    Avaliação dos pontos críticos do processo produtivo em relação à qualidade e à segurança alimentar
    Rastreabilidade
    Técnicas de preparação de compotas
    Técnicas de preparação de licores e bebidas espirituosas
    Junção de essências e extratos aromáticos
    Mistura e proporção dos ingredientes
    Purificação e filtragem dos licores
    Destilação
    Utilização de máquinas e equipamentos para o processamento de compotas, licores e bebidas espirituosas
    Conservação e armazenamento
    Deterioração alimentar
    Condições de armazenamento
    Conservação e duração de bebidas licorosas; envelhecimento
    Apresentação, decoração e rotulagem
    Gestão, comercialização e marketing dos produtos confeccionados
    Circuitos de comercialização existentes
    Marketing dos produtos confeccionados
    Legislação e medidas de apoio
    Protecção ambiental
    Efluentes e resíduos do processo de transformação
    Tratamento de efluentes
    Legislação aplicável

  • Avaliação

    Considera-se que um formando tem "aproveitamento" na ação de formação quando obtém na prova teórica uma classificação igual ou superior a 10 valores ". A prova teórica é classificada com base numa escala de 0 a 20 valores.

Manifestar interesse Pedir contacto